Jovem Aprendiz SENAI 2018: VAGAS, DETALHES E INSCRIÇÕES

Estudantes a partir do nono ano do Ensino Fundamental podem concorrer a uma vaga no Jovem Aprendiz SENAI 2018.

O programa Jovem Aprendiz SENAI 2018 permite aos jovens entre aumentar o currículo e aprender um pouco mais sobre o mercado profissional.

O Site BookStorming.com.br lista para você todas as informações e como se inscrever nas maiores empresas do Brasil.

Inscrição Jovem Aprendiz SENAI 2018

O jovem aprendiz Senai 2018 é uma união de esforços entre empresa e instituição de ensino. O passo a passo para fazer parte do programa:

  • Entrar em contato com as empresas parceiras do Senai para concorrer a uma vaga de jovem aprendiz;
  • Participar do processo seletivo da empresa e ser aprovado;
  • Após a aprovação, dirigir-se a uma das unidades do Senai mais próximo para realizar a matrícula no curso pretendido.

Vagas Jovem Aprendiz Senai

O programa Jovem Aprendiz Senai 2018 é uma parceria entre a instituição e o projeto jovem aprendiz do Ministério da Educação. Funciona assim:

  • O estudante se cadastra em alguma vaga jovem aprendiz nas empresas parceiras do Senai;
  • Caso seja aprovado no processo seletivo, matricula-se em algum curso da instituição.

A partir daí o jovem terá um emprego de meio período e continuará estudando na sala de aula do Senai. Teoria e prática vão se unir para a formação de um profissional capacitado.

Requisitos:

Para participar do jovem aprendiz Senai 2018 é preciso:

  • Ter entre 14 e 22 anos de idade;
  • Não ter participado do programa anteriormente;
  • Tem horário disponível para trabalhar e estudar sem choques de agenda;
  • Ter renda familiar até dois salários mínimos (baixa renda).

Matrícula efetivada o estudante já pode começar a sua carga horária de trabalho de até 4 horas diárias. Os benefícios ofertados pela empresa variam de acordo com cada uma.

Benefícios:

Além de ter a oportunidade de conhecer como funciona de fato do serviço industrial, o aprovado no Jovem Aprendiz Senai 2018 conta com alguns outros benefícios.

Sempre há uma bolsa assistencial no valor de ao menos meio salário mínimo. Outros benefícios podem ser:

  • Vale transporte;
  • Vale refeição;
  • Décimo terceiro salário;
  • Férias remuneradas.