1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Minha Casa Minha Vida: Solicite seu Cadastro!

Este programa foi desenvolvido pelo governo federal, que veio fazendo algumas mudanças em suas regras para o financiamento a partir do ano de 2016 e que deve continuar do mesmo jeito no ano 2017 que faz com que tenha um aumenta as taxas de juros.

Esta é a mesma função do Minha Casa Minha Vida, que é uma função social, com o objetivo de ajudar aquelas pessoas que têm dificuldade em conseguir sua própria casa. Ele serve para que as pessoa possam ter uma melhor qualidade de vida.

Com ele é cobrado uma pequena parcela, que pode ser paga em qualquer banco. E todos eles podem os ajudar a fazer um financiamento, ou seja, vale muito a pena pesquisar qual é a melhor modalidade de financiamento para você.

O mais indicado é que faça o simulador da Caixa que é capaz de te ajudar a conseguir um maior sucesso tendo em mente qual é a melhor faixa de financiamento que você terá acesso.

Com isso é possível que faça o seu cadastro e espere a resposta para saber se for aprovado ou não pelo Minha casa Minha Vida. Logo abaixo poderá acompanhar um pouco sobre e tirar todas as suas dúvidas em sua relação.

Inscrições no Minha Casa Minha Vida 2017

O governo acabou mudando muitas de suas regras, especialmente em relação ao processo de financiamento. Dentre elas estão a criação de uma faixa intermediária de renda, entre R$ 1.800 e R$ 2.350, sem contar também o aumento do juros para as famílias que recebem mais de R$ 2.350 mensais.

Apesar de parecer rum, essas leis foram feitas para ajudar as famílias mais necessitadas a conseguirem sua casa própria.

Estas regras apenas servem para as famílias que pertencem a terceira etapa do Minha Casa Minha Vida. Ela acaba favorecendo as famílias com diversas rendas diferentes, para que possam conseguir sua casa própria.

Renda Máxima de Financiamento do Minha Casa, Minha Vida sem Juros

As pessoas que precisam pagar os juros precisam receber mais de R$ 1,8 mil, e não mais os R$ 1,6 mil anteriores, fazendo com que aumente todos os seus seus clientes. Essa é a faixa de renda com maior subsídio ofertado por meio do programa.

Valor das Parcelas das faixas de rendas mais baixas no Minha Casa, Minha Vida

Se você é uma pessoa que está incluída no núcleo familiar que recebe até R$ 800 de seu financiamento começará a ser de R$ 80. Mas isso apenas porque  o juros de seu pagamento será de 10% da sua renda.

Saiba que as pessoas que possuem uma renda de R$ 1,2 mil a R$ 1,6 mil vão ter uma porcentagem de 15% no programa. E para as pessoas com famílias com renda entre R$ 1,6 mil a R$ 1,8, o valor será de 20%.

Novas regras do Minha Casa Minha Vida para faixas Intermediárias

Criado pelo Governo Federal. a faixa intermediária do Minhas Casa Minha Vida passou aser muito conhecida como a faixa 1,5, e que vai ter um subsídio de até R$ 45 mil do governo federal.

Juros Mais Altos do Minha Casa Minha Vida 2017

Muito em breve os juros do Minha Casa Minha Vida irão começar a ser praticados, pois atualmente eles apenas estão em teoria. Porém, a partir da chamada faixa 2 do programa todas as famílias que recebem até R$ 2.700 terão que pagar um juros de 6% por ano.

As famílias que recebem R$ 3.600 terão que pagar mais de 7% de juros. E antigamente, esta regra apenas se aplicava para os valores de R$ 2.455, pagava 5% ao ano. Por outr lado, as famílias que possuem uma renda dentre R$ 2.455,01 e R$ 3.275 terão que pagar 6%  de juros.

Na Faixa 3 do programa, será também cobrado um juros, mas apenas para as famílias que recebem até R$ 6.500 terão que pagar até 8% anuais. Que antes da lei ser alterada era de apenas 7,16% de juros, e isso para os que ganhavam cerca de R$ 5 mil.

Documentos Necessários Minha Casa Minha Vida

Para se cadastrar no Minha Casa Minha Vida é necessário que tenha em suas mãos alguns documentos, além do casal, que são as cóspias e de seus documentos e também a apresentação do original. Assim como:

  • Carteira de identidade ou outro documento oficial de identificação com foto;
  • Identidade de estrangeiro (caso seja);
  • CPF  ou documento oficial que contenha referido cadastro;
  • Prova de estado civil;
  • certidão de nascimento se solteiro;
  • certidão de casamento ou certidão de casamento com averbação da separação/divórcio;
  • ou certidão de óbito do cônjuge;
  • Declaração de União Estável (modelo CAIXA);
  • Declaração de Beneficiário no PMCMV, Renda Familiar até R$ 1.600,00.

– Situações Especiais

  •  Se estrangeiro: ser detentor de visto permanente no País;
  •  Caso seja analfabeto ou incapaz de assinar o contrato busque por um instrumento público, ou assinatura a rogo no contrato, mas que também esteja acompanhado de duas testemunhas;
  •  Se deficiente, é necessário que apresente o atestado médico com a assinatura do mesmo comprovando sua deficiência não importa qual seja.
  • Especialmente seja maior de 18 anos e capaz de se inscrever no programa junto de um fiador.

Para que possa se inscrever com sucesso neste programa é necessário que cumpra os seguintes requisitos:

  • Não seja proprietário, cessionário, promitente comprador ou usufruir de imóvel residencial;
  • Você não pode receber nenhum tipo de benefícios de natureza habitacional;
  • Não deve ser cadastrado no SIACI ou CADMUT, menos em Aquisição de Material de Construção;
  • Não estar inscrito no CADIN;
  • Renda Familiar de R$ 0,00 até R$ 1.600,00.